agualeve @ 01:24

Ter, 12/02/08



Fernando Lanhas

na Galeria de Arte
do Jornal de Notícias







Está patente na Galeria de Arte do "Jornal de Notícias", no Porto, a exposição "Fernando Lanhas, hoje", que dá a conhecer mais de uma dezena de obras do multifacetado artista portuense. Nascido em 1923, o pintor, arquitecto e poeta, junta-se ao leque de notáveis nomes das artes plásticas que têm passado pelo espaço expositivo do JN, que reabriu as suas portas ao público fez ontem precisamente um ano. A mostra pode ser visitada até ao dia 1 de Março.A exposição é composta por 15 óleos sobre tela e um desenho, obras executadas nos últimos cinco anos. À excepção do desenho, "Cristo", todas as peças pertencem à colecção do artista e estão em depósito no Museu de Serralves, cujo director é o comissário desta mostra. Segundo João Fernandes, o conjunto agora exibido "mantém a fidelidade" à linguagem com que o artista abriu a abstracção em Portugal, nos anos 40, mas com uma vertente nova "A abertura da paleta a novas cores".



agualeve @ 00:44

Ter, 12/02/08


PORTUGAL: SIM OU NÃO?
Ciclo de debates de 14 Fev - 22 Mai 2008 - das 22:00 às 23:30 - no AUDITÓRIO da FUNDAÇÃO DE SERRALVES.
Dia 21 FEV 2008 - "O ESTADO DAS COISAS", com Adriano Moreira e Rui Moreira, moderador; Fátima Campos Ferreira.
Dia 28 FEV 2008 - "A ECONOMIA", com Artur Santos Silva e António Mexia; Moderador: Helena Garrido

A Fundação de Serralves promove um aprofundado debate sobre o Estado do País. Para além de se pretender fazer um diagnóstico do estado das coisas, importará também fazer uma avaliação prospectiva. Isto é, equacionar um conjunto de questões que, partindo da mais simples (o país funciona?) até à mais pedagógica (como pode funcionar melhor?), seja capaz de desenhar uma cartografia do futuro (porque mares deveremos navegar?). Habituados a viver embalados na história de termos atravessado “mares nunca antes navegados”, importa hoje, sem dúvida, perguntar por onde queremos ir.Na ressaca da Presidência Portuguesa da União Europeia, impunha-se este debate. É quase um lugar comum falar-se da nossa natureza ciclotímica, da circunstância de passarmos rapidamente da euforia à depressão e vice-versa. A formulação deste debate toma partido, com alguma ironia, dessa situação. “Portugal: Sim ou Não?” é por isso, mais do que a exigência de uma reposta definitiva, um pretexto para discutir o país.A Fundação de Serralves convidou um conjunto de personalidades e pensadores da prática e da teoria nacional a protagonizarem esta discussão. O ciclo organiza-se em torno de um conjunto de 9 sessões que pretendem varrer as várias áreas da intervenção e sentido do país.



agualeve @ 00:02

Ter, 12/02/08




As Trilobites do Centro de Interpretação Geológica de Canelas - Arouca



Do seio das montanhas de Canelas são extraídas finas lousas que cobrem as casas da região de Arouca e de outras bem mais distantes. E no meio dessas lousas aparecem preciosos vestígios de animais marinhos fossilizados que viveram há cerca de 490 milhões de anos.

Este centro foi inaugurado no dia 1 de Julho de 2006.Localizado na exploração de ardósias da empresa Valério & Figueiredo, Lda., esta infra-estrutura alberga um raro e valioso Património Geológico, resgatado durante os últimos 15 anos e formado por fósseis de invertebrados do Ordovícico Médio . Entre estes destacam-se algumas das maiores, mais raras e até únicas espécies de trilobites do mundo, razão pela qual esta jazida fossilífera é referenciada internacionalmente. A recuperação e protecção deste património geológico de inegável valor, são hoje consideradas unanimemente pela comunidade científica um novo paradigma de cooperação entre a indústria extractiva e a ciência, sendo a informação cientifica entretanto obtida disponibilizada agora à população estudantil e ao grande público, através do novo Centro de Interpretação Geológica de Canelas (CIGC).


Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
20
21
22
23

24
26
27
28
29



Arquivo
Pesquisar
 
comentários recentes
Aqui esta um portal de cinema recente, foi criado ...
Sim. O texto do mec é essencial, na acepção filosó...
Ainda não tive oportunidade de ler este livro de H...
Conheço os livros deste autor e, de momento, comec...
subscrever feeds