agualeve @ 11:54

Dom, 22/11/09

Morreu o Jorge Ferreira. A notícia surgiu pela rádio, inesperada pelo que representa, mas previsível para quem lhe era próximo. Conhecemo-nos através da escrita, o Jorge escrevia a crónica "Coluna de Direita" e eu a "Mercado e Sociedade" no jornal cultural "Portal Lisboa.net". Foi, em final de dia, num círculo de amigos comuns que recordamos a vida do Jorge, a sua coragem, determinação, atitude e frontalidade. O seu blog, que segui de perto, foi a sua última janela aberta para a vida e de que guardo na memória o poema do Jorge de Sena (link:http://tomarpartido.blogs.sapo.pt/1317287.html).

 

 http://tomarpartido.blogs.sapo.pt/1317287.html

(…)
Acreditai que nenhum mundo, que nada nem ninguém 
vale mais que uma vida ou a alegria de té-1a. 
É isto o que mais importa - essa alegria. 
Acreditai que a dignidade em que hão-de falar-vos tanto 
não é senão essa alegria que vem 
de estar-se vivo e sabendo que nenhuma vez alguém
está menos vivo ou sofre ou morre 
para que um só de vós resista um pouco mais 
à morte que é de todos e virá.
(…)
Jorge de Sena
 

 

 



Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

29
30



Arquivo
Pesquisar
 
comentários recentes
Aqui esta um portal de cinema recente, foi criado ...
Sim. O texto do mec é essencial, na acepção filosó...
Ainda não tive oportunidade de ler este livro de H...
Conheço os livros deste autor e, de momento, comec...