agualeve @ 21:37

Seg, 25/02/08




Entrevistas a Luis Pacheco


O Crocodilo que Voa, livro em que João Pedro George reune entrevistas dadas por Luiz Pacheco de 1992 para cá, saíu finalmente em edição da Tinta da China.

Confissões e provocações numa antologia de entrevistas a Luiz Pacheco que Pedro Mexia faz a sua crítica no Público:

"Estas entrevistas a Luiz Pacheco valem, cito J.P. George: " (...) pela agilidade mental ou pelo implacável sentido da lógica, pela sinceridade desarmante ou pelo desapego de quem não quer ser correcto ou bem-comportado; (...) pelas intervenções cómicas, o humor negro, o absurdo, o sarcasmo, a picardia, o cepticismo de quem viu e viveu muito (...) (pág. 11). Como é inevitável, há aqui bastantes repetições, cansativas numa leitura seguida, mas também surpreendentes desmontagens das categorias de "maldito" e "libertino" (ambas próprias de outras épocas e outros costumes) e uma ausência de auto-complacência que leva o escritor a reconhecer que a sua Obra se reduz a uns "textos soltos". Que no entanto contam muito mais que o espectáculo (reconhecidamente divertido) da língua solta. "


Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
20
21
22
23

24
26
27
28
29



Arquivo
Pesquisar
 
comentários recentes
Aqui esta um portal de cinema recente, foi criado ...
Sim. O texto do mec é essencial, na acepção filosó...
Ainda não tive oportunidade de ler este livro de H...
Conheço os livros deste autor e, de momento, comec...