agualeve @ 22:13

Ter, 08/04/08


Trazer à Palavra A Política, na eventualidade “de uma leitura dos acontecimentos do nosso tempo, de um traçar de uma cartografia das tonalidades políticas, sociais e afectivas que nos governam”, e “ajudar a perceber as transformações, as inflexões e as linhas de fuga que ocorrem em vários planos da nossa realidade — é este o objectivo do primeiro módulo do Ciclo de Conferências “Crítica do Contemporâneo” 2008.
O Ciclo de Conferências “Crítica do Contemporâneo”, que decorre desde Março, traz à Palavra Os Políticos, projectivos na obra e no pensamento, gestores de incerteza na decisão e, porque capazes de análise orgânica da contingência na contingência, sujeitos da história, porventura da cultura. Sobretudo Políticos reconhecidos neste papel e conscientes do mesmo, capazes de uma reflexão crítica sobre a realidade social, cultural e política, forjada numa sólida cultura e numa praxis exigente. Os conferencistas convidados têm obra de referência, evocada, citada e discutida, onde se confronta a contingência dos acontecimentos do nosso tempo, procurando traçar uma cartografia das tonalidades afectivas, políticas e sociais que nos governam e ajudar a perceber as transformações, as inflexões e as linhas de fuga que ocorrem em vários planos da nossa realidade. Enraízam o seu pensamento nos acontecimentos do presente e na contingência do nosso tempo e definem uma actualidade.


09 ABR (Qua), 21h30FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (Brasil)
"O mundo contemporâneo e a política nos próximos 20 anos"

30 ABR (Qua), 21h30MICHEL ROCARD (França)
"O mundo contemporâneo e a política nos próximos 20 anos"

07 MAI (Qua), 21h30FEDERICO MAYOR (Espanha)
"O mundo contemporâneo e a política nos próximos 20 anos"


Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30



Arquivo
Pesquisar
 
comentários recentes
Aqui esta um portal de cinema recente, foi criado ...
Sim. O texto do mec é essencial, na acepção filosó...
Ainda não tive oportunidade de ler este livro de H...
Conheço os livros deste autor e, de momento, comec...